13/12/2019
Home / Brincadeiras  / 8 brincadeiras criativas para mães e filhos

8 brincadeiras criativas para mães e filhos

Como aproveitar o tempo - muitas vezes, curto - com seus filhos de forma criativa e integrada? Às vezes, em meio à rotina atarefada das grandes cidades, o tempo de qualidade entre pais e filhos

oito-brincadeiras

Como aproveitar o tempo – muitas vezes, curto – com seus filhos de forma criativa e integrada? Às vezes, em meio à rotina atarefada das grandes cidades, o tempo de qualidade entre pais e filhos pode se reduzir drasticamente, assim como a criatividade nas brincadeiras.

A solução encontrada por muitos é o oferecimento de eletrônicos, que podem distrair as crianças – no entanto, não são estímulos inteiramente positivos. “Os jogos eletrônicos são muito rápidos, solicitam a concentração num nível quase hipnótico”, explica a psicóloga Márcia Zebini. “Por isso, enquanto está jogando, a criança não consegue se envolver com mais nada e acaba se isolando.”

Confira 8 opções para não deixar de lado o estímulo das brincadeiras com suas crianças:

  • A leitura

O universo da leitura é, como apontam psicopedagogos, cada vez menos estimulado pelas famílias. A contação de estórias e histórias é uma arte, capaz de dar asas à imaginação das crianças. Começar pelos clássicos é uma boa ideia: os contos de fadas de Perrault e Grimm, as fábulas de Esopo ou as histórias de Pedro Malasartes.

  • A culinária

Cozinhar é uma terapia! Além de garantir um excelente tempo de qualidade entre mães, pais e filhos, é uma das atividades mais educativas. No momento da cozinha, é possível trabalhar assuntos como a nutrição, grupos alimentares, pesos e medidas, além de estimular o olfato, o tato e o paladar.

É importante lembrar-se, entretanto, de que essa atividade pode ser perigosa, e que objetos quentes e/ou cortantes devem ser mantidos longe da criança.

  • Brincadeiras na rua

As brincadeiras na rua podem não ser uma opção para todas as famílias, visto que muitas ruas apresentam tráfego intenso. No entanto, se for possível, por que não? As ideias são muitas, especialmente para resgatar jogos antigos: amarelinha, mãe-da-rua, cabra-cega, pique-bandeira, queimada… Com apenas um lençol, uma bola e uma caixa de giz, todas essas brincadeiras são realizáveis.

  • Acampamento

Quem já não ouviu falar da famosa “cabaninha”? Em dias chuvosos ou muito frios, em que a única opção é estar em casa, o acampamento pode ser uma ideia. Com alguns lençóis e barbantes para amarrá-los, é possível improvisar uma tenda, dentro da qual as crianças podem criar as mais diversas situações: um acampamento, um esconderijo, entre outras.

  • O teatro

Estimular o teatro é estimular a perda da vergonha, a fala, a criatividade, a desenvoltura. Monte uma pequena peça com seus filhos e deixe a imaginação rolar solta. Permita que interpretem outros personagens e descubram novas facetas de si. Isso pode ser muito benéfico para seu desenvolvimento!

  • A massinha

Brincar de massinha é, acima de tudo, um estímulo aos sentidos. Ao tato, principalmente. E, por isso, pode ser extremamente terapêutico. Além de proporcionar esse momento a seus filhos, permita-se beneficiar dessa terapia também.

  • Quebra-cabeças

Espalhar um grande quebra-cabeça pelo chão é uma forma de entreter suas crianças por um grande período de tempo, especialmente se a imagem formada estiver relacionada a desenhos ou personagens que elas gostem. Além disso, é importantíssimo para o estímulo da concentração.

  • Fantasias

Fantasiar-se é criar, por alguns momentos, uma nova realidade. Isso é vital para o desenvolvimento da criatividade e da imaginação das crianças. E pode ser para a dos pais também. Aproveite esse momento para criar situações de fantasias conjuntas, que a família toda possa participar.

Avaliação
SEM COMENTÁRIOS

Publicar um comentário