19/12/2018
Home / Saúde  / Ioga na gravidez? Como assim?

Ioga na gravidez? Como assim?

Você sabia que a ioga pode ser uma atividade extremamente benéfica durante o período de gestação? Confira um pouco de seus benefícios para a saúde da gestante!  A ioga pode ser uma das principais formas de

yoga-gravidez

Você sabia que a ioga pode ser uma atividade extremamente benéfica durante o período de gestação? Confira um pouco de seus benefícios para a saúde da gestante! 

A ioga pode ser uma das principais formas de se manter em forma durante a gestação, especialmente se combinada com caminhadas, por exemplo.

Entre as suas vantagens, estão as técnicas de relaxamento e respiração trabalhadas nessas práticas, que podem auxiliar muito a controlar a ansiedade tão comum durante a gestação, e a acalmar-se na hora do parto. Além disso, auxilia na tonificação dos músculos e na flexibilidade.

Com essa combinação de técnicas musculares e respiratórias, a gestante estará não só fisicamente mais preparada para o parto, como também psicologicamente! As técnicas de respiração podem auxiliar, além disso, em quaisquer momentos de estresse que podem vir após a gravidez.

Para se beneficiar ao máximo desses exercícios, atenção aos cuidados extras requeridos pela gestação, certo? Evite movimentos que estiquem demais o abdômen, pois as distensões são mais propensas a acontecerem. Caso sinta dores, seja nas costas ou quadris, sempre reporte ao professor, para que ele possa auxiliá-la a mudar de posição. Preste atenção aos sinais de seu corpo!

Se possível, procure um instrutor que já possua experiência com mulheres grávidas. Muitas escolas de ioga oferecem aulas exclusivas para turmas de gestantes. Caso isso não seja possível, não se esqueça de dizer ao instrutor que está grávida e tire todas as suas dúvidas, para assegurar-se de que ele a orientará bem.

No primeiro trimestre de gestação, você ainda não contará com muitas restrições. No entanto, não se descuide, está bem? Hidrate-se e mantenha sua alimentação em dia, principalmente antes e depois dos exercícios, e não deixe de se alongar. No segundo trimestre, no entanto, já tenha mais cuidado: as articulações se afrouxam naturalmente durante a gravidez, o que restringe seus movimentos. O seu equilíbrio também fica mais debilitado, devido à barriga. Caso sinta muita dor, não insista: às vezes, é melhor parar.

No terceiro trimestre, por fim, as posições são mais restritas e requerem apoio para que você não perca o equilíbrio e acabe se machucando.

Preste atenção a quaisquer sinais do seu corpo para saber se está exagerando nos exercícios: náusea, falta de ar, inchaço excessivo nas mãos e pés, tontura e visão embaçada, entre outros. Confie no seu instinto!

Avaliação
SEM COMENTÁRIOS

Publicar um comentário