19/12/2018
Home / Criança  / Os perigos de uma má alimentação na hora do recreio.

Os perigos de uma má alimentação na hora do recreio.

Agosto é o mês de volta as aulas em todos os colégios do Brasil e com isso a volta da preparação de uma merenda para os pequenos comerem na escola. A outra opção que surge

Portrait of healthy schoolgirl eating big red apple

Agosto é o mês de volta as aulas em todos os colégios do Brasil e com isso a volta da preparação de uma merenda para os pequenos comerem na escola. A outra opção que surge é poder comprar o seu lanche nas cantinas escolares que sempre oferecem uma gama absurda de comidas e bebidas quase sempre nada saudáveis para a saúde do seu filho. Hoje no SOSMAMMYS vamos conversar com a Nutricionista Luana Marques sobre os perigos de uma má alimentação na hora do recreio.

+Conheça dicas para adaptar seu filho a uma alimentação saudável

Geralmente a falta de tempo dos pais na preparação do lanche ou mesmo a vontade das crianças em comer os produtos industrializados, produtos com uma taxa de gordura alta ou ate mesmo guloseimas todos os dias acabam por induzir por hábitos alimentares ruins e nada nutritivos.

Os estudos demonstram que é crescente o índice de sobrepeso e obesidade em crianças em idade escolar e atribuem ao alto consumo de açúcar, frituras e refrigerantes. O objetivo nutricional é trazer à alimentação das crianças um maior consumo de frutas, legumes e verduras, trabalhando o paladar para que, aos poucos, a criança vá deixando de lado os alimentos poucos saudáveis. Uma adequada nutrição nessa faixa etária trará benefícios ao crescimento e desenvolvimento da criança que influenciará totalmente na fase adulta, comenta a nutricionista.

Batemos um papo com bem bacana com a Luana Marques e ela nos contou alguns segredos e dicas de como melhorar a comida do seu filhote. Confira!

 

SOSMAMMYS: Qual seria a melhor combinação de refeição para uma criança na escola?

Luana: Para uma criança em idade escolar, uma refeição adequada deve conter uma porção de fonte de carboidrato (como pães integrais, bolachas sem recheio, bolos caseiros ou industrializados sem recheio), uma porção de proteínas lácteas (queijos, requeijões, iogurtes), uma porção de fruta que seja prática para consumir com casca ou que a casca seja fácil de retirar e uma bebida (suco, chás, água de coco, natural ou na embalagem dando preferência sempre aos sem açúcar).

SOSMAMMYS: Nas escolas encontramos uma falta de alimentos saudáveis, isso pode prejudicar a saúde da criança?

Luana: O alto consumo de frituras, doces, refrigerantes e guloseimas está associado à obesidade na infância (que tem se tornado cada vez mais frequente), que, por sua vez, está relacionada à obesidade na fase adulta e risco de desenvolvimento de doenças. Além disso, uma má nutrição pode ocasionar anemia ferropriva, em que há deficiência na ingestão de ferro e também cáries dentárias pelo alto consumo de açúcar.

SOSMAMMYS: Qual seria o seu cardápio para uma lancheira infantil?

Luana: Um cardápio para lancheira infantil poderia conter bolachas salgadas com grãos integrais e queijo branco, uma caixinha de água de coco e uma banana. Outra opção seria suco de laranja industrializado, porém, que não contenha açúcar na composição (é sempre bom olhar a lista de ingredientes no rótulo do produto) ou caseiro armazenado na garrafa térmica e 2 fatias de pão integral com requeijão. Também pode optar por 1 iogurte, morangos e uma porção pequena de granola (separada em um saquinho para a criança poder colocar no iogurte). Lembrando que o ideal é que a lancheira seja térmica para manter a temperatura de iogurtes e queijos e assim evitar a proliferação de bactérias.

SOSMAMMYS: Um doce ou um salgado as vezes (1x na semana) faz mal para criança ou está permitido?

Luana: Doces e salgados, quando consumidos esporadicamente, não fazem mal. O que não deve acontecer é fazer parte da rotina alimentar da criança. Não existem alimentos proibidos e o ideal é ensinar à criança que o mais importante é equilíbrio. Dentro de uma alimentação de rotina saudável, um doce ou um salgado no final de semana não será prejudicial. Os pais devem estar atentos ao fato de que a guloseima não deve servir como bonificação enquanto a comida saudável serve de castigo. Comida não deve ser moeda de troca para atitudes erradas ou corretas. Os pais devem incentivar a alimentação saudável como sendo o padrão alimentar e estabelecer um dia e horário para comer aquele doce ou salgado que a criança gosta. Por exemplo: todo sábado, após o almoço, a criança pode comer um chocolate.

Vale ressaltar que de vez em quando comer um docinho ou uma besteira na escola não faz mal a ninguém, o problema é ter o habito de comer todos os dias alimentos que não são totalmente saudáveis para a saúde, gerando problemas para o seu pequeno. Fique atenta com a dicas e faça a melhor merenda para o melhor rendimento do seu filhote.

 

Bônus: Vídeo educativo sobre a alimentação escolar saudável.

Avaliação
SEM COMENTÁRIOS

Publicar um comentário