20/09/2019
Home / Dicas  / Conheça a síndrome de Burnout e suas consequências para as mães

Conheça a síndrome de Burnout e suas consequências para as mães

Ser mãe é tarefa árdua. A grande maioria não vive jornada única, tendo que se dividir em filhos, trabalho e cuidados com a casa. Nesse meio tempo, é raro conseguir encontrar tempo para cuidar de

síndrome de burnout

Ser mãe é tarefa árdua. A grande maioria não vive jornada única, tendo que se dividir em filhos, trabalho e cuidados com a casa. Nesse meio tempo, é raro conseguir encontrar tempo para cuidar de si mesma e da própria saúde emocional. Entra, aí, a Síndrome de Burnout, um dos principais sinais do esgotamento mental e físico que podem decorrer da maternidade.

A Síndrome de Burnout

Esta síndrome é uma resposta involuntária do corpo quando ele é colocado à prova de estresse intenso e demasiadamente prolongado. É um diagnóstico relativamente recente, descrito pela primeira vez ao fim dos anos 60. Profissões nas quais indivíduos tem de lidar com pessoas em situações de estresse, como policiais, bombeiros, médicos e enfermeiros, são umas das principais nos quadros desse transtorno.

Um dos principais problemas é a sua alta capacidade de “camuflagem”. A Síndrome de Burnout apresenta uma série de sintomas que podem ser facilmente confundidos com outras doenças. Isso porque alguns de seus sinais são dores de cabeça, insônia e problemas no trato gastrointestinal. O psicológico também pesa: depressão, irritabilidade e ansiedade são algumas possibilidades.

O diferencial dessa síndrome é, possivelmente, a sensação de desamparo e de opressão. Pessoas com Burnout experienciam um intenso desespero ao longo do dia, muitas vezes sem motivo aparente.

As mães e a síndrome

Ser mãe pode não ser uma profissão no sentido técnico da palavra, mas com certeza demanda tanto cansaço e dedicação quanto qualquer outra – ou até mais. A necessidade de ser “a mãe modelo”, além de trabalhar para o sustento da casa e cuidar da limpeza, alimentação e bem-estar do núcleo familiar, gera uma jornada dupla ou até mesmo tripla para essas mulheres. Muitas vezes, falhar em uma dessas etapas – o que seria perfeitamente normal – pode gerar uma sensação de frustração frequente.

Como evitar esse quadro?

Não abra mão do tempo para você. Sabe-se que é difícil encontrar esses momentos diante de tantas tarefas diárias, mas procure reservar, mesmo que ao fim do dia, algumas horas para você. Seja para tomar um longo banho, assistir a um filme ou ler um livro, não abra mão do relaxamento.

Priorize e delegue tarefas. Muitas vezes, o dia não sai como planejado e isso não é um problema. Deixar algumas coisas por fazer também faz parte.

Adote um estilo de vida mais saudável. E não apenas para a saúde física, mas para a emocional também, visto que estão estritamente interligadas. Busque priorizar seu bem-estar e reservar momentos de relaxamento. A alimentação adequada e a prática de exercícios também podem influir.

 

Avaliação
SEM COMENTÁRIOS

Publicar um comentário