20/09/2019
Home / Fases  / Criança  / Entenda a Síndrome do Pensamento Acelerado

Entenda a Síndrome do Pensamento Acelerado

Segundo muitos pensadores contemporâneos, atualmente, vive-se na era dos hiperestímulos. Somos impactados por anúncios, barulhos, movimentos e informações constantemente. Para crianças e adolescentes, isso é um agravante, que pode levar a problemas cognitivos e emocionais.

sindrome-pensamento-acelerado

Segundo muitos pensadores contemporâneos, atualmente, vive-se na era dos hiperestímulos. Somos impactados por anúncios, barulhos, movimentos e informações constantemente. Para crianças e adolescentes, isso é um agravante, que pode levar a problemas cognitivos e emocionais. Entra, então, a Síndrome do Pensamento Acelerado, à qual pais devem estar atentos.

 +Filmes infantis abordam temas importantes sobre a educação

O excesso de informação

“As crianças e adolescentes de hoje estão recebendo mais informações que as crianças dos tempos mais antigos”, explica a psicopedagoga e colaboradora do SOS Mammys, Leda Martins. “Essas informações em excesso podem estar causando uma saturação. Uma criança de 7 anos de idade, por exemplo, recebe mais informações que sua capacidade mental possa estar absorvendo”, esclarece.

Segundo ela, as consequências desse excesso podem estar sendo confundidas om hiperatividade. “Em ambos, as crianças são mais agitadas e irritadiças, não se concentram e acabam repetindo os mesmos erros”, explica. No entanto, a síndrome do pensamento acelerado está mais associada a fatores externos.

+Entenda alguns transtornos e como podem afetar o aprendizado

As consequências

O bombardeio de informações, que leva à síndrome do pensamento acelerado, pode levar a outros transtornos posteriormente. Entre eles, muitos conhecidos das gerações mais jovens: depressão, síndrome do pânico, ansiedade e até mesmo distúrbios alimentares. Segundo especialistas, são respostas físicas e psicológicas ao excesso de estímulos que nos são oferecidos.

“Todas as pessoas nascem com capacidade mental e intelectual, mas é indispensável que seja respeitado o tempo que cada um recebe tais informações e as repassa adiante”, lembra a psicopedagoga. Dessa forma, é necessário que pais e educadores não associem os estímulos excessivos a uma cobrança excessiva. O equilíbrio e a paciência fazem parte do processo de se construir o caráter e a cidadania de crianças e adolescentes. E, durante essa formação, a saúde psicológica e o bem-estar emocional são fundamentais.

Avaliação
SEM COMENTÁRIOS

Publicar um comentário