02/12/2020
Home / Criança  / Spinner: entenda a nova febre entre crianças e jovens

Spinner: entenda a nova febre entre crianças e jovens

Nos grupos de colegas na escola, a cena vem se repetindo: todos giram um pequeno brinquedo por entre os dedos das mãos. Colorido e composto por algumas hélices, o pequeno brinquedo chama a atenção pela

spinner

Nos grupos de colegas na escola, a cena vem se repetindo: todos giram um pequeno brinquedo por entre os dedos das mãos. Colorido e composto por algumas hélices, o pequeno brinquedo chama a atenção pela velocidade de suas rotações. Esse é o já famoso hand spinner, a nova moda entre crianças e jovens.

+Criar uma rotina de estudos com o filho é essencial, apontam especialistas

O spinner

A febre, que se iniciou nos Estados Unidos e já chegou ao Brasil, tem funcionamento simples. O spinner é composto por quatro esferas, uma central e três que se ligam a ela. Ao girar essas esferas, o brinquedo adquire rotação contínua, e faz parte da brincadeira competir para girá-lo mais rápido do que os colegas, por exemplo.

Os preços variam de 20 a 60 reais nas lojas, e o spinner está disponível em variedade de materiais (resina, plástico, alumínio) e cores.

+Entenda alguns transtornos e como podem afetar o aprendizado

Os prós

Um dos principais pontos levantados a favor do spinner é a sua eficácia contra estresse, ansiedade ou TDAH. Essa percepção é confirmada por grande parte dos usuários. No entanto, não há evidências científicas que comprovem a relação entre o brinquedo e o psicológico.

Esse diferencial, no entanto, torna o brinquedo ainda mais atrativo. Isso porque, nos dias atuais, poucos indivíduos passam ilesos de um certo nível de estresse. “Muitos perfis podem se beneficiar, já que exercícios que estimulam a concentração podem servir de impulso para alcançar um nível de relaxamento mais intenso e reduzir o estresse”, afirma a psicóloga Cristiane Morais Pertusi.

O relaxamento proporcionado pelo spinner tem raízes científicas comprovadas, mesmo que não diretamente relacionadas com a ansiedade. “O prazer e a alegria desse brinquedo fazem com que o neurotransmissor dopamina entre em ação, fornecendo a sensação de bem-estar”, explica a psicóloga Edyclaudia Gomes de Sousa.

Os contras

Embora seja dado como uma solução à ansiedade, o spinner vem sido motivo de problemas em sala de aula. De acordo com muitos professores, o brinquedo é confiscado frequentemente das mãos dos alunos, devido à dispersão que causa, prejudicando o aprendizado.

Assim, seus efeitos são controversos. Embora muitos relacionem-no ao alívio do estresse, é necessário que pais supervisionem seu uso, pois pode distrair o aluno em sala de aula.

Avaliação
SEM COMENTÁRIOS

Publicar um comentário