17/08/2018
Home / Brincadeiras  / Brincadeiras para desgrudar dos eletrônicos

Brincadeiras para desgrudar dos eletrônicos

Dentre todos os desafios que os pais encontram atualmente, um dos maiores é, com certeza, o tempo excessivo que suas crianças desejam passar nos eletrônicos. Seja em frente à televisão, jogando videogame ou mexendo nos

children-at-the-beach_hkwbkylahi

Dentre todos os desafios que os pais encontram atualmente, um dos maiores é, com certeza, o tempo excessivo que suas crianças desejam passar nos eletrônicos. Seja em frente à televisão, jogando videogame ou mexendo nos famosos tablets – ou até mesmo celulares -, a geração infantil dos dias de hoje é muito ligada ao mundo virtual e às tecnologias.

Como, no entanto, garantir que esse uso não seja desenfreado? Como manter o interesse da criança em outras brincadeiras? Confira algumas que, certamente, desgrudarão seu filho das telinhas!

Invista nos jogos de tabuleiro. As opções são diversas e podem agradar a todas as crianças – goste seu(a) filho(a) de carros, futebol, aventuras, idade média, princesas, escola ou até mesmo de cozinhar. O essencial é que você disponha um pouco de seu tempo, mesmo que ao fim do dia, para jogar com sua criança. A companhia torna a brincadeira muito mais atrativa!

Utilize o espaço aberto com sua criança. Mesmo que você more em uma região com muito tráfego ou perigosa, sem acesso a uma quadra ou quintal, procure um clube ou até mesmo atividades esportivas oferecidas pela escola. É importante reviver as práticas físicas com sabor de brincadeira – além de gastar energias de forma saudável, a criança aprenderá mais sobre equipe, cooperação e responsabilidade!

Estimule as visitas de colegas. Se você contar com disponibilidade para estar em casa, convide os colegas de sua criança! A companhia é fundamental para distrai-la e torná-la disposta a outras brincadeiras que não envolvam os eletrônicos.

Independentemente da escolha, o resgate das brincadeiras fora do mundo virtual pode ser essencial para a educação de sua criança e um desenvolvimento interpessoal mais apurado. Aposte nessa mudança!

Avaliação
SEM COMENTÁRIOS

Publicar um comentário