16/10/2018
Home / Criança  / Guia de alimentação nas escolas!

Guia de alimentação nas escolas!

A nutrição adequada nas escolas é fundamental para o crescimento saudável de seu filho. Ter uma alimentação balanceada no ambiente escolar não apenas garante o bom funcionamento do organismo de sua criança. Isso também pode

alimentação

A nutrição adequada nas escolas é fundamental para o crescimento saudável de seu filho. Ter uma alimentação balanceada no ambiente escolar não apenas garante o bom funcionamento do organismo de sua criança. Isso também pode auxiliar em um melhor aprendizado! Por isso, é importante que você, mamãe, fique atenta a como isso está sendo conduzido na escola de seu filho e participe bem desse processo.

Pela escola 

O acompanhamento por meio de nutricionista é extremamente importante. Se ela estiver à disposição para diálogo, procure contatá-la para entender melhor sua proposta e seu trabalho. Assim, você ficará mais segura a respeito disso e também entenderá melhor o trabalho que está sendo desenvolvido na escola!

A maior parte dos colégios que contam com nutrição orientada também, geralmente, fornecem cardápios semanais ou mensais aos pais. Fique atenta a isso. Dessa forma, você pode acompanhar o que o seu filho comerá diariamente na escola, podendo balancear ou complementar adequadamente em casa.

Caso você esteja procurando escolas para seu filho, esse é um ponto ideal a ser considerado. A ausência de acompanhamento nutricional é um aspecto bastante negativo!

Pela mamãe

Os lanchinhos para a hora do recreio nem sempre são fornecidos pela escola. Muitas vezes, há a presença de uma cantina ou refeitório no qual a alimentação deve ser contratada pelos pais em um pacote mensal ou anual. Caso você queira economizar ou controlar melhor a alimentação de seu filho nos intervalos, levar de casa é sempre uma opção!

Caso você opte por isso, é preciso organizar uma dieta equilibrada. O esquema de cardápio também pode ajudar. Monte esquemas semanais com os lanches de seu filho e fique atenta ao equilíbrio de nutrientes contido nesses lanches. Procure sempre fornecer um carboidrato, um grão ou fibra e uma proteína.

Alguns exemplos que seguem essa regra: lanchinho no pão integral, recheado de peito de peru, presunto, queijo ou salame, acompanhado de suco ou fruta; iogurte com cereais e fruta, entre outros. O ideal é sempre variar bastante, para que a criança não enjoe e não insista em querer comer salgados na cantina da escola, por exemplo.

Fique de olho! A família, a escola e a alimentação caminham juntas!

Avaliação
SEM COMENTÁRIOS

Publicar um comentário